Cesário Lange participa de capacitação do MDS para aplicação de programa de educação financeira no CRAS – Prefeitura Municipal de Cesário Lange – SP

Cesário Lange participa de capacitação do MDS para aplicação de programa de educação financeira no CRAS

Há 4 anos o Ministério do Desenvolvimento Social, em parceria com a Associação de Educação Financeira do Brasil – AEF, vem acompanhando mulheres beneficiárias do Bolsa Família, de diversas regiões Brasileiras, para elaboração de uma metodologia inovadora sobre educação financeira com o objetivo de favorecer a autonomia de beneficiárias de programas sociais, especialmente de transferência de renda. Além disso, como um dos tripés do Programa Bolsa Família, a Educação Financeira vem sendo planejada como ação complementar na busca de uma quebra no ciclo de pobreza, que costuma ser passado de geração para geração.

No mês de maio de 2018, esta metodologia foi lançada através do Programa Futuro na Mão: dando um jeito na vida financeira, planejado para atingir mais de 200 mil mulheres do país todo até dezembro desse ano. Com um material atraente e uma forma de comunicação interativa e simplificada, o Programa está previsto para ser aplicado em cerca de 170 municípios da região Sudeste, entre eles, Cesário Lange.

Laís Vieira de Campos, psicóloga do CRAS do município, participou da capacitação das equipes técnicas em São Paulo, nos dias 15 a 17 de maio, e será responsável por aplicar a metodologia com as famílias que estiverem cadastradas no Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família – PAIF. Esperamos receber mais de 100 kits para a realização das oficinas, que deverão ser oferecidas no segundo semestre de 2018, com duração de 3 dias, tendo como foco: formação de reservas, planejamento financeiro e controle de dívidas.

Para introduzir o tema de modo mais amplo, para além da questão individual e familiar, realizamos nas últimas semanas encontros no CRAS, nos quais buscamos compreender os aspectos sociais, políticos e econômicos mais gerais que promovem as desigualdades e a pobreza. Refletimos sobre o dinheiro e seu valor social e simbólico; sobre a importância da educação ao longo da vida para acesso ao conhecimento e as oportunidades de trabalho e renda, sobre a participação dos cidadãos nas decisões políticas tanto na comunidade quanto no país.